Além da pressão do PSDB, Doria desistiu para tentar salvar seus negócios

Aliados citaram a preocupação de Doria com seus negócios, em se proteger de um eventual governo Lula ou Bolsonaro, já que ele não tem relação próxima com nenhum dos dois

www.brasil247.com - Ex-governador João Doria anuncia desistência de candidatura à Presidência 23/05/2022
Ex-governador João Doria anuncia desistência de candidatura à Presidência 23/05/2022 (Foto: REUTERS/Carla Carniel)

Aliados do ex-governador João Doria (PSDB) avaliaram que a desistência de sua candidatura a presidente, anunciada nesta segunda-feira (23), tem, além da inviabilidade eleitoral, a preocupação de Doria com seus negócios, de se proteger de um eventual governo Lula ou Bolsonaro, já que não tem relação próxima com nenhum dos dois.

Segundo reportagem de Andréia Sadi e Julia Duailibi, do G1, aliados de Doria avaliam que a pressão para o tucano desistir levou em conta a não implosão da candidatura de Rodrigo Garcia. “Além do temor da contaminação da candidatura do governador, com a presença do ex-governador no palanque, o próprio Doria precisa salvar o seu ‘day after’ fora da política: sem perspectiva de cargo público, tem de se preocupar com sua vida no meio empresarial”, afirmam as jornalistas.

“Como exemplo citam o Lide, evento que reúne autoridades e empresários e vive do bom relacionamento e interlocução com partidos e políticos diversos. Se Lula ou Bolsonaro ganhar, a avaliação de aliados de Doria é de que o canal federal estará obstruído, pois ambos são adversários do tucano. Sem o governo de São Paulo, que é a principal aposta do PSDB, Doria não terá nem canal estadual”, acrescentam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.